Como barro nas mãos do oleiro...

Hoje estou naqueles dias que só dá vontade de ouvir louvores e ficar pensando nas coisas do alto... uma alegria contagia meu coração, que há tempos estava tristonho...
Então eu me lembrei de passar aqui e contar um pouco sobre o congresso...

Tema: "Nas mãos do Oleiro" - Texto base de Jeremias 18:1-6
A primeira ministração foi na quinta-feira, dia 01/04, com a Ana Paula Valadão - líder do DT.
A ministração da Ana foi sobre todo o processo de criação de um vaso, todas as etapas que oleiro precisa seguir, e lógico, trazendo isto para a vida espiritual, já que somos vasos na mão do Oleiro, o melhor Oleiro, Jesus.

As etapas:
Escolher o barro... a terra... se esta estiver seca é necessário que se coloque água e deixe descansar até que fique em ponto de barro e apta para amassar. Em seguida ele amassa, soca, bate, abre a massa para tirar as pedrinhas e todas as imperfeições, novamente ele bate, amasse, soca, bate mais e abre novamente para tirar as bolhinhas de ar. Depois deste processo o barro vai para o centro da roda para ser moldado, uma vez centralizado, o oleiro começa a moldar, para isso o barro roda, roda, o barro sobe, se acha o maior vaso, então o oleiro corta, em seguida abre um buraco no meio do barro, fazendo pressão do lado de dentro e do lado de fora, tira os excessos, faz os retoques e então o vaso vai para um tempo de descanso, neste tempo se o vaso trincar ou der algum defeito, ele pode receber uma mistura de água, vinagre e sal e uma mão de barrela (que nada mais é que barro mesmo), mas se este reparo não der certo, o barro volta novamente para a mesa e inicia todo o processo, se estiver seco, volta a receber água e começa tudo... se estiver perfeito, ele vai para o fogo... no fogo pode acontecer duas coisas: 1a. o vaso pode passar pelo processo e ficar pronto para receber o acabamento final, verniz, pintura etc. 2a. o vaso pode explodir com a temperatura, se isto acontecer é porque o vaso ficou com algum defeito, alguma pedrinha ou alguma bolha de ar... e então, só serve para ser jogado fora...

Pensa neste processo todo, se colocando no lugar do vaso... pensa em como dói todo esse processo! A Ana Paula comentou que se o vaso pudesse falar, ele só falaria "ai"...
Assim somos nós nas mãos do Oleiro... não é fácil ser vaso... às vezes, nós pedimos para Deus nos moldar, eu fico pensando que é um pedido dolorido, para moldar dói mto!
Estar no centro da vontade de Deus(roda), é complicado... mas é necessário...

Cortar os excessos da nossa vida é mto difícl... tirar as pedrinhas e as bolhas é um processo complicado... nós queremos estar no centro da vontade de Deus, mas queremos continuar com essas coisinhas que nos atrapalham de sermos vasos de verdade...

Estar no tempo de descanso é muito ruim, e eu posso dizer isso com categoria, pois estou nesse estágio na minha vida... ficar de lado, ficar em silêncio, esperar as coisas acontecerem é ruim demais... mas eu sei que não irei rachar!!
O bom é saber que mesmo que a gente rache nesse processo, o oleiro não nos joga fora, Ele começa todo o processo...

A Ana comparou a barrela com pessoas que Deus coloca em nossas vidas para nos ajudar, pessoas que também são barros, passando pelo mesmo processo, mas que podem nos ajudar emprestando seus ouvidos, palavras e nos dando ânimo.

Quem não passar pelo fogo será lançado fora!! Essa parte é a mais perigosa, pois não tem mais volta!! Mas quem passar receberá a assinatura do Criador... “todo oleiro assina sua obra”!!!

Essa foi basicamente a ministração de abertura, já que todas as ministrações seriam em cima deste tema e texto bíblico... mas foi perfeita a comparação e mto verdadeira...

Algumas frases que me marcaram:
1 - "A fé desperta para aquilo que antes não podíamos ver"
2 - "Eu tenho estampado em mim a assinatura do Criador"
3 - "A qualidade de uma pessoa determina o que DEus pode fazer com ela"
4 - "O ser humano é a oba-prima da mão de Deus"

Uma perguntinha: "Por que será que Deus escolheu o barro para fazer o homem?" Ele poderia ter escolhido nos fazer de ouro ou de qquer outro material, mas ele escolheu o barro...
Respostinha:
E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são; Para que, como está escrito: Aquele que se gloria glorie-se no Senhor.
Para que nenhuma carne se glorie perante ele. Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção;(1º Coríntios 1:28-31)

......................................
Logo voltarei escrevendo mais sobre o congresso e como foi marcante pra mim... e agora eu consigo entender que esses dias que eu tenho passado de silêncio, dores e até tristeza, tem sido para o trabalhar de Deus em mim... estive triste, mas não longe de Deus, estive em silêncio, porque estava ouvindo... e qdo vc está ouvindo alguém, não se pode interromper... estive com dores, pois o processo de cura dói mesmo... e sei que não estou pronta... ainda há muitas coisas!

Bjinhus....
Eu quero estar assim...





masssssssss... ainda estou vivendo e vou viver estas etapas, até que a obra esteja pronta...











Beijocas!!

Liz - barro!

1 comentários:

Walquíria e Bruno disse...

OI, Liz! Amei o post... Que possamos ser bom barro, porque o Oleiro é o melhor que tem! Um grande beijo, desse outro vasinho....
Pr@ Wal